domingo , Fevereiro 25 2018
Home / POLÍCIA / Polícia Civil deflagra operação “Famílias Unidas” e prende mais de 20 pessoas em Tocantinópolis

Polícia Civil deflagra operação “Famílias Unidas” e prende mais de 20 pessoas em Tocantinópolis

 

A Polícia Civil do Tocantins deflagrou, nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 26, em Tocantinópolis, uma grande operação de combate à criminalidade, que resultou na prisão de mais de 20 pessoas, que são suspeitas de praticar tráfico de drogas na cidade.

A ação envolveu mais de 70 policiais civis da 2ª Delegacia Regional de Tocantinópolis, da 10ª Delegacia Regional de Araguatins, da Delegacia Estadual de Repressão aos Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), da Delegacia Estadual de Investigações Criminais de Araguaína (Deic-Norte), do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Grupo de Operações Tática Especiais (Gote) e  tropa de elite da Polícia Civil.

A operação foi comandada pelo delegado regional, titular da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC) Thiago Daniel de Morais e teve início às 5 horas da madrugada, quando os policiais civis, dentre delegados, agentes e escrivães se reuniram, na sede da 2ª DRPC para instrução e planejamento das ações a serem realizadas.

Após a divisão das equipes, os policiais civis deslocaram-se para vários pontos da cidade, onde tiveram início os cumprimentos de ordens judiciais, que resultaram na apreensão de porções de maconha, munições de uso restrito e apreensão de três adolescentes infratores.

Todos os presos foram levados à Delegacia de Tocantinópolis para as providências legais. Logo em seguida, os policiais civis do Gote foram até a carceragem da Cadeia Pública de Tocantinópolis, onde além de efetuar uma revista geral, na unidade prisional, também deram cumprimento a mais sete mandados de prisão preventiva, contra indivíduos que já se encontravam presos pela prática de outros crimes.

Durante a revista realizada na Casa de Prisão Provisória de Tocantinópolis, os policiais civis apreenderam porções de drogas, aparelhos celulares e carregadores.

Para o delegado regional Thiago Daniel de Morais, a operação “Famílias Unidas”, alcançou os objetivos estabelecidos, uma vez a sensação de segurança aumentou na cidade.

“A operação representa um grande impacto contra a criminalidade em Tocantinópolis, uma vez que tanto detentos, quanto seus familiares, pouca importância davam ao cumprimento das leis e, em razão disso, a operação de hoje vem mostrar que a lei está aí e deve ser cumprida e que não adianta tentar enganar as autoridades porque uma hora, o estado vai se fazer presente e responsabilizar aqueles que não a respeitam”, ressaltou o delegado.

 

 

Comentários do Facebook

Leia também

Dupla é presa com mais de R$ 56 mil em notas falsas em Araguatins

Dois homens, de 35 e 39 anos, foram detidos por usarem moedas falsas durante o …